Compartilhando experiências: Vice-presidente do CRCGO assume secretaria em Aparecida de Goiânia, trazendo expectativas do setor

Demandas sociais por transparência e eficiência na gestão pública, aliadas à necessidade de padronização do Brasil para atuação no cenário internacional, vieram exigir um novo modelo de informações da contabilidade aplicado ao setor público que permitisse maior eficiência na execução de sua função precípua e constitucional: servir à sociedade.

E para desempenhar esse papel na prefeitura de Aparecida de Goiânia, o vice-presidente de Registro do Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRCGO), Einstein Paniago, foi convidado pelo prefeito recém empossado daquele município, Gustavo Mendanha, para assumir a Secretaria de Transparência, Fiscalização e Controle.

De acordo com o Mendanha, a contabilidade possui um papel ímpar na geração de informações a respeito dos mais diferentes modelos de organizações. Não é diferente no setor público, onde a crescente preocupação com temas como a corrupção e a eficiência dos serviços públicos vem demandando uma maior capacidade da máquina estatal em disponibilizar informações aos cidadãos. “Estou muito feliz com a vinda do Einstein para nossa equipe. É um privilégio tê-lo conosco; um verdadeiro presente tê-lo ao nosso lado. Vamos caminhar juntos, e sei que ele tomará conta desta secretaria de tal modo que faça as coisas caminharem corretamente, como deve ser. Um homem verdadeiramente competente!”, ressaltou.

Confira entrevista exclusiva que Einstein concedeu ao Informativo do CRCGO e suas expectativas para o novo desafio:

Poderia falar sobre o início da sua carreira, abordando sobre a sua participação frente à diretoria de Planejamento e Transparência do CRCGO, também a frente da vice-presidência de Registro do CRCGO, sua participação na Sefaz e na área acadêmica?

Minha formação e atuação acadêmica, como professor e pesquisador, esteve sempre ligada às necessidades ou oportunidades que observava de melhoria de meu desempenho nas missões para as quais fui designado seja na prefeitura de Belo Horizonte, na década se 1990, seja na administração pública estadual ou federal e agora na prefeitura de Aparecida de Goiânia.

Na Secretaria da Fazenda como Gestor Fazendário desde 2004, pude exercer diversas funções, como a de Presidente da Central de Aquisições e Contratações do Estado de Goiás, conselhos fiscais das empresas controladas, Conselheiro Estadual de Previdência.

No Sistema CFC/CRC’s desde 2014, como conselheiro, exerci a função de Diretor de Planejamento e Transparência, sendo responsável pela implantação nessa autarquia do Portal da Transparência nos moldes da Lei de Acesso à Informação e Lei de Responsabilidade Fiscal. Para o biênio seguinte, 2016/2017, fui eleito pelo Plenário e estou em exercício da Vice-presidência de Registro.

Assim, os conhecimentos derivados das boas formações acadêmicas nas áreas de ciências contábeis, gestão pública e direito, sempre foram amplamente sanados e exercitados em minha praxe profissional ao longo desses vinte e um anos de serviço público. E conforme a necessidade fui aprofundando os estudos a exemplo das pós-graduações MBA em Gestão Estratégica pela USP, Direito Público na PUC-SP, Auditoria e Perícia na FAEL, dentre outras. Mais adiante os Mestrado em Gestão do Patrimônio Cultural pela PUC-GO, Mestrado em Direito, Relações Internacionais de Desenvolvimento pela PU-CGO e, mais recentemente em andamento, Mestrado em Contabilidade pela FUCAPE e Doutorado em Direito pela UniCeub.

O ano de 2017 vem com uma nova responsabilidade, que é ser titular da pasta de Transparência, Fiscalização e Controle de Aparecida de Goiânia, durante a gestão do prefeito Gustavo Mendanha. Quais são os principais desafios que você terá que lidar logo no início dessa gestão? Quais são os projetos para Aparecida de Goiânia nesta área?

Como Secretário de Transparência, Fiscalização e Controle – desafio dado pelo Prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha – teremos a implementar ou dar continuidade a diversos projetos e programas, aos quais disponibilizarei o conhecimento e praxe amealhados ao longo dessa jornada acadêmica e profissional. Transparência e accountability serão as temáticas centrais.

O convite do prefeito para estar à frente da secretaria de Transparência, Fiscalização e Controle também foi uma forma de reconhecimento à sua atuação pela busca do Controle Social e Transparência, exercida em especial no CRCGO e Sefaz?

O convite do Prefeito Gustavo certamente teve uma relação direta com a minha formação e desempenho nas funções públicas até então exercidas. É gratificante ingressar uma equipe cujo critério de sua composição foi a reunião de talentos em distintas áreas.

O que significa para a classe contábil ter um profissional a representando na prefeitura de Aparecida de Goiânia? Para fins de esclarecimento, qual o papel deste profissional dentro da secretaria?

A presença de um profissional da contabilidade, intimamente ligado à representação clássica, na condução de Pasta do controle interno é forte indicativo de reconhecimento da classe contábil nas áreas de contabilidade, auditoria, perícia e afins.

Certamente que isso facilitará um maior acesso aos profissionais da área, bem como uma melhor tradução das normas técnicas contábeis em boas práticas de gestão.

Que mensagem o senhor deixa para os gestores públicos de nosso Estado, com o início desse mandato de 4 anos?

A sugestão que deixo a todos os agentes públicos que assumiram para o exercício do nobre mandato de chefe maior da administração pública de seus respectivos entes é de valorização dos conhecimentos acadêmicos e práticos dos profissionais de cada área, tais como contadores, administradores e advogados.

Seus expoentes em cada região e área do conhecimento tem muito a colaborar para a gestão de excelência em prol do cidadão.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO

Rua 107 nº 151 - Setor Sul
CEP: 74.085-060 - Goiânia - GO
Horário de atendimento:
8h às 18h
Tel: (62) 3240-2211