CFC e CRCGO dialogam com Receita Federal acerca de acesso ao e-CAC por meio de certificado digital e do Gov.br

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRCGO), Rangel Francisco Pinto, o presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC,) Zulmir Ivânio Breda, e a diretora executiva do CFC, Elys Tevania Carvalho, se reuniram virtualmente, no dia 27 de julho, com o chefe da Assessoria de Cooperação e Integração Fiscal da Receita Federal, Adriano Pereira Subirá.

A reunião foi para tratar sobre o e-CAC (Centro Virtual de Atendimento), que após 31/08/2020 não aceitará o acesso via certificado digital, apenas por meio da senha criada no gov.br.

O CFC e CRCGO expuseram que os contadores representam uma grande parte dos usuários do e-CAC e que os mesmos já possuem a procuração dos clientes para acesso via certificado digital, e que a senha do Gov.br irá gerar mais burocracia e dificultar o trabalho dos profissionais da Contabilidade, visto que os mesmos precisarão criar a senha do Gov.br para todos os clientes, e para gerar a senha o profissional precisará de muitas informações pessoais dos clientes. A senha do Gov.br é muito pessoal, pois dá acesso a vários serviços publicos da pessoa física, tais como: INSS, DETRAN, FGTS, MEI e outros, permitindo assim que o contabilista tenha informações pessoais e acessos do cliente que não são de interesse dos mesmos.

Sendo assim, o CFC e CRCGO pediram que a Receita Federal mantenha o acesso ao e-CAC por meio do certificado digital, e que não sendo possível, que prorrogue o prazo para o acesso pelo certificado pelo menos até o ano de 2021.

O chefe da Assessoria de Cooperação e Integração Fiscal do órgão, Adriano Pereira Subirá, declarou que levará a solicitação para subsecretário geral, Decio Rui Pialarissi, para análise e que provavelmente irá atender a demanda da classe contábil.

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO – Camila Pedroso

Rua 107 nº 151 - Setor Sul
CEP: 74.085-060 - Goiânia - GO
Horário de atendimento:
8h às 18h
Tel: (62) 3240-2211