Antecipação do Imposto de Renda é assunto de entrevista do presidente do CRCGO ao jornal O Hoje

A Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física ainda gera muitas dúvidas ao cidadão. São nessas horas que o profissional da contabilidade deve se mostrar preparado para auxiliá-lo com as orientações técnicas necessárias para não cair na malha fina. O presidente do CRCGO, Edson Bento dos Santos, concedeu uma entrevista ao jornal O Hoje no dia 11 de março sobre um dos assuntos que geram dúvidas ao contribuinte: a antecipação do Imposto de Renda.

O questionamento em destaque diz respeito à vantagem (ou não) de antecipar a declaração do IRPF. De acordo com Edson Bento, a vantagem só vale dependendo da necessidade do declarador ou do percentual do banco. Se o mesmo estiver pagando juros de mercado, por exemplo, uma dívida de cartão de crédito, a antecipação é viável. Além disso, o consumidor deve ter certeza que irá receber a restituição e qual será o valor. “O valor não é um ganho, mas sim uma restituição de imposto que nem sempre vai para todas as pessoas. Se o cidadão estiver bem financeiramente não tem o porquê da antecipação”, explica.

Durante a entrevista, o presidente do CRCGO esclareceu que a desvantagem, na maioria dos casos, é cair na malha fina, provocar a demora da restituição do IR e consequentemente, o contribuinte vir a pagar mais juros durante o tempo de espera do reembolso.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO – Izadora Louise, com informações do jornal O Hoje

Rua 107 nº 151 - Setor Sul
CEP: 74.085-060 - Goiânia - GO
Horário de atendimento:
8h às 18h
Tel: (62) 3240-2211